Inteligência emocional: Contributos adicionais para a validação de um instrumento de medida

  • Arménio Rego
  • Cláudia Fernandes
Palavras-chave: -

Resumo

O artigo faculta evidência empírica adicional para a validação de um instrumento de medida da Inteligência Emocional sugerido por Rego e Fernandes (no prelo). Os indivíduos da primeira amostra foram convidados a responder ao questionário sugerido por esses investigadores e a declarar os seus níveis de saúde- doença física. Os indivíduos da segunda amostra, após reportarem os seus níveis de IE, foram convidados a declarar o grau de satisfação com a vida. Os resultados sugerem uma estrutura hexafactorial da IE: (1) compreensão das emoções próprias; (2) autocontrolo perante as críticas; (3) auto-encorajamento (uso das emoções); (4) autocontrolo emocional; (5) empatia; (6) compreensão das emoções dos outros. Estas seis dimensões explicam 14% da variância da medida de saúde física e 26% da variância da satisfação com a vida. Embora similar à extraída por Rego e Fernandes, a dimensionalização aqui obtida denota algumas vantagens relativamente a ela (...)

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v19i1/2.401

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Rego, A., & Fernandes, C. (1). Inteligência emocional: Contributos adicionais para a validação de um instrumento de medida. PSICOLOGIA, 19(1/2), 139-167. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v19i1/2.401
Secção
Artigos