Estereótipos e percepção de variabilidade de grupo: O caso dos angolanos residentes em Portugal

  • Ana Guinote
  • Mafalda S. S. Aveiro
  • Sandra C. Mata
Palavras-chave: -

Resumo

O presente artigo analisa, no contexto português, o conhecimento que membros de um grupo étnico maioritário e minoritário têm do seu endogrupo e do exogrupo. Estudantes angolanos e portugueses, residentes na região de Lisboa, participaram no estudo. De acordo com resultados anteriores, os estudantes portugueses perceberam maior variabilidade do endogrupo do que do exogrupo (efeito de homogeneidade do exogrupo), enquanto que os estudantes angolanos percebem mais variabilidade do exogrupo que do endogrupo (efeito de diferenciaçãoo do exogrupo). A familiaridade com os membros dos grupos não explica estes resultados. São discutidas outras explicações possíveis

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v16i1.475

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Guinote, A., Aveiro, M., & Mata, S. (1). Estereótipos e percepção de variabilidade de grupo: O caso dos angolanos residentes em Portugal. PSICOLOGIA, 16(1), 199-208. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v16i1.475
Secção
Artigos