Daniel Kahneman: A economia mental e o Nobel da Economia

  • Leonel Garcia-Marques
  • Mário A. B. Ferreira

Resumo

Em Outubro de 2002, Daniel Kahneman foi galardoado pela Royal Academy of Sciences com o prémio Nobel da economia por ter integrado insights resultantes da investigação psicológica nas ciências económicas, especialmente no que concerne o julgamento humano e a tomada de decisão em condições de incerteza. Em Abril de 2003, os “Encontros ao Fim da Tarde com a Psicologia”, da responsabilidade da Associação Portuguesa de Psicologia (APP) em articulação com a Livraria Barata, prestaram homenagem ao trabalho de Kahneman, apresentando, em duas sessões de divulgação, algumas das maiores contribuições desta autor para o estudo da decisão e julgamento na incerteza, e discutindo as consequências destas contribuições para a reflexão contemporânea sobre o conceito de racionalidade. Este artigo resume e discute as principais ideias apresentadas nessas sessões. 

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v17i2.462

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Garcia-Marques, L., & Ferreira, M. (1). Daniel Kahneman: A economia mental e o Nobel da Economia. PSICOLOGIA, 17(2), 475-483. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v17i2.462
Secção
Artigos Breves