Aceitação da mudançaa e desempenho dos enfermeiros: A importância do cumprimento das obrigações por parte do hospital

  • Maria José Chambel
  • Luís Sousa
Palavras-chave: -

Resumo

Neste trabalho analisámos a aceitação da mudança no sector da saúde por parte dos enfermeiros. Este estudo procurou integrar a perspectiva que considera a interpretação das razões da mudança (Rousseau & Tijoriwala, 1999; Shapiro, Butter & Burry, 1994) e aquela que considera a ruptura no cumprimento das obrigações da organização (Robinson, 1996) como cruciais para explicar a aceitação da mudança por parte de empregados. Salientámos a importância dessa aceitação, analisando a sua influência no desempenho e Comportamentos de Cidadania Organizacional (CCO) dos empregados. Com uma amostra de 467 enfermeiros de diferentes hospitais da região de Lisboa, verificamos que a aceitação desta mudança hospitalar, com repercussões nas práticas de gestão dos recursos humanos, era não só influenciada pelas razões comunicadas pela hierarquia, mas também pela percepção do cumprimento das obrigações por parte do hospital durante este processo. No entanto, não se verificou o efeito pressuposto de moderação do cumprimento das obrigações sobre a relação entre o tipo de razão e sua aceitação. Além disso, verificou-se que a aceitação desta mudança por parte dos enfermeiros era uma variável com influência nos seus comportamentos da cidadania organizacional (avaliados pela chefia directa).

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v21i1.362

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Chambel, M. J., & Sousa, L. (1). Aceitação da mudançaa e desempenho dos enfermeiros: A importância do cumprimento das obrigações por parte do hospital. PSICOLOGIA, 21(1), 177-200. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v21i1.362
Secção
Número Temático