Diferenças de género no conflito trabalho-família: Um estudo com famílias portuguesas de duplo-emprego com filhos em idade pré-escolar

  • Marisa Matias
  • Cláudia Andrade
  • Anne Marie Fontaine
Palavras-chave: -

Resumo

Portugal apresenta uma crescente participação feminina no mercado de trabalho, levando a que o modelo familiar de um único elemento a trabalhar fora de casa tenha perdido expressão. Actualmente, as famílias de duplo­-emprego ul­tra­passam em número as famílias com um único emprego, pelo que homens e mu­lhe­res debatem­?se com as novas exigências do seu trabalho e da sua família. Assim, as responsabilidades do trabalho profissional, tarefas domésticas e cuidado dos filhos não se confinam mais à divisão tradicional dos papéis de género. Deste mo­do, uma relação conflitual entre as duas esferas é cada vez mais evidente. Neste es­tudo evidenciam­?se as vivências de conflito profissional e familiar de homens e mu­lheres de famílias de duplo­?emprego (n= 492) com filhos em idade pré­-escolar (...)

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v25i1.277

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Matias, M., Andrade, C., & Fontaine, A. M. (1). Diferenças de género no conflito trabalho-família: Um estudo com famílias portuguesas de duplo-emprego com filhos em idade pré-escolar. PSICOLOGIA, 25(1), 9-32. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v25i1.277
Secção
Artigos