Memória social e representações sobre o descobrimento do Brasil: Análise do manuais portugueses de história

  • Célia Soares
  • Jorge Correia Jesuíno
Palavras-chave: -

Resumo

As representações das memórias da sociedade portuguesa, e da própria história, circulam e são transmitidas no campo das comunicações sociais, mas também são difundidas, e (re)legitimadas, através das temáticas que compõem os curricula escolares. O objectivo deste estudo foi analisar os conteúdos dos manuais de história do ensino básico e complementar, enquanto instrumento privilegiados na construção e actualização das representações sobre a história da descoberta do Brasil, nos grupos sociais mais jovens. Foram selecionados dois manuais, em três níveis escolares, e o material escolhido foi submetido a duas metodologias de análise. Os resultados obtidos permitiram verificar diferenças quanto à estrutura e aos conteúdos temáticos dos manuais, o que revela alguma heterogeneidade entre eles, e entre os níveis escolares analisados. Esta heterogeneidade sugere a existência duma diferenciação qualitativa ao nível das representações sociais que são difundidas aos grupos mais jovens, através dos manuais escolares.

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v17i2.451

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Soares, C., & Jesuíno, J. (1). Memória social e representações sobre o descobrimento do Brasil: Análise do manuais portugueses de história. PSICOLOGIA, 17(2), 321-337. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v17i2.451
Secção
Número Temático