Auto-conceito em adolescentes institucionalizadas: um estudo exploratório

  • Eunice Magalhães
  • João Lopes
Palavras-chave: -

Resumo

A literatura sugere que o acolhimento institucional poderá ter impacto psicológico negativo na infância, nomeadamente, níveis de auto­?estima reduzidos, auto­?culpabilização, sentimentos de incompetência e uma percepção por parte dos jovens de uma elevada incerteza relativamente ao seu percurso de vida futuro. Neste trabalho serão apresentados resultados de um estudo comparativo ao nível do auto­?conceito entre adolescentes institucionalizadas e adolescentes não institucionalizadas. O estudo envolveu 78 participantes (100% do sexo feminino) da zona Norte do país (Institucionalizadas: N=39; 50%), que preencheram a Escala de Auto­?conceito de Piers­?Harris para Crianças. Os resultados revelaram que as adolescentes institucionalizadas apresentam níveis globais de auto­?conceito mais reduzidos, tendo­?se obtido resultados idênticos para algumas dimensões do auto­?conceito (aspectos intelectuais, escolares e comportamentais). Contudo, outras áreas do auto­?conceito parecem relativamente protegidas desta percepção menos positiva, o que poderá indiciar a presença de factores protectores (...)

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.292

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Magalhães, E., & Lopes, J. (1). Auto-conceito em adolescentes institucionalizadas: um estudo exploratório. PSICOLOGIA, 25(2), 163-190. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.292
Secção
Artigos