A saúde física dos ex-combatentes da Guerra Colonial Portuguesa: Uma revisão sistemática

  • Ângela Maia
  • Diogo Morgado Universidade do Minho
Palavras-chave: Guerra Colonial Portuguesa, ex-combatentes, saúde física, revisão sistemática

Resumo

Após 45 anos, pouco se sabe sobre a saúde física dos ex-combatentes da Guerra Colonial Portuguesa. Esta revisão sistemática tentou preencher esta lacuna. Seguindo as diretrizes PRISMA, foram realizadas pesquisas, em Novembro de 2018, em sete bases eletrónicas para a inclusão de estudos quantitativos, qualitativos, ou mistos publicados em Português ou Inglês, teses de mestrado ou doutoramento e relatórios de investigação não publicados que focaram na saúde física. Setenta e um estudos foram identificados; 10 foram considerados elegíveis. Os ex-combatentes relataram várias queixas físicas e doenças crónicas, bem como comportamentos de risco e o uso de serviços de saúde para a redução de sintomas psicológicos. Foram encontradas diferenças entre ex-combatentes e não-combatentes, e ex-combatentes com e sem perturbação pós-stress traumático (PPST). Exposição a combate e PPST estavam associadas a morbilidade física, sendo que a PPST foi um mediador total. Implicações para a prática e recomendação para investigações futuras são discutidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-30
Como Citar
Maia, Ângela, & Morgado, D. (2019). A saúde física dos ex-combatentes da Guerra Colonial Portuguesa: Uma revisão sistemática. PSICOLOGIA, 33(2), 27-46. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v33i2.1439
Secção
Artigos