“The place I long to be”: Processos de resiliência em migrantes

  • Sandra Roberto Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal
  • Carla Moleiro Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal
  • Nuno Ramos Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal
  • Jaclin Freire Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal

Resumo

As migrações têm sido abordadas através de estudos com um enfoque particular nos obstáculos e dificuldades, nomeadamente no contacto com o país de acolhimento. Reconhecendo que migrar é um processo complexo que envolve várias dificuldades importa compreender o modo como os migrantes superam a adversidade, bem como se torna importante conhecer os recursos mobilizados para serem culturalmente ajustados. Partindo da perspectiva teórica da resiliência, este estudo procurou compreender os contextos de adversidade, recursos e ajustamento dos migrantes cabo-verdianos em Portugal, que migraram para continuar os estudos no ensino superior. As 10 narrativas biográficas recolhidas revelaram significados das suas trajetórias de vida, tanto no país de origem como no país de acolhimento. A análise das narrativas permitiu compreender a diversidade dos processos de resiliência entre os participantes. As adversidades relacionaram-se com duas principais dimensões; as diferenças culturais e as relações interpessoais com os portugueses. Ao nível dos recursos, foi salientada a importância da diáspora cabo-verdiana na chegada ao novo país. Ao longo do tempo de permanência, para alguns migrantes, este permaneceu como o principal recurso, no entanto, outros foram desenvolvendo pertenças e vinculações significativas num contexto mais alargado. Em termos de ajustamento cultural, surgiram diversas configurações, sugerindo a natureza fluida do processo de resiliência, que pode ocorrer numa multiplicidade de formas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Sandra Roberto, Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal
Doutoranda em Psicologia no ISCTE-IUL
Carla Moleiro, Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal
Professora Auxiliar no ISCTE-IUL
Nuno Ramos, Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal
Doutorando em Psicologia ISCTE-IUL
Jaclin Freire, Instituto Universitário de Lisboa ISCTE-IUL, Cis-IUL, Lisboa, Portugal
Doutoranda em Psicologia ISCTE-IUL
Publicado
2016-12-07
Como Citar
Roberto, S., Moleiro, C., Ramos, N., & Freire, J. (2016). “The place I long to be”: Processos de resiliência em migrantes. PSICOLOGIA, 30(2), 47-60. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v30i2.1111
Secção
Número Temático