Avaliação da escala de auto-estima de Rosenberg mediante o modelo de Rasch

  • Sónia Quintão
  • Gerardo Prieto
  • Ana R. Delgado
Palavras-chave: -

Resumo

O objectivo deste estudo consistiu em avaliar as características psicométricas da versão portuguesa da escala de Rosenberg mediante o modelo de Escalas de Classificação, uma extensão para itens politómicos do modelo de Rasch. Foi recolhida uma amostra de 510 estudantes universitários, 223 do sexo masculino e 287 do sexo feminino, com uma média etária de 21.7 anos (DP = 3.80). As análises indicam que o ajuste dos dados ao modelo é aceitável. Conclui­?se que tanto o formato de resposta da versão portuguesa (tipo Likert com quatro categorias) como a fiabilidade dos dados resultam adequados. No entanto, de um ponto de vista substantivo e, em concordância com estudos prévios, constata­?se que a escala não permite distinguir as pessoas com níveis médio e alto de auto­?estima.

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.289

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Quintão, S., Prieto, G., & Delgado, A. (1). Avaliação da escala de auto-estima de Rosenberg mediante o modelo de Rasch. PSICOLOGIA, 25(2), 87-101. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.289
Secção
Artigos