Empenhamento organizacional nos trabalhadores temporários

  • Eduardo Oliveira
Palavras-chave: -

Resumo

O estudo do empenhamento organizacional tem concitado interesse de académicos e profissionais da gestão de recursos humanos. Subjugadas aos imperativos da competitividade global, as organizações têm vindo a adoptar novas formas de trabalho. A contratação de trabalhadores temporários é um dos exemplos que concretiza essa estratégia. Apesar do aumento significativo deste tipo de trabalho, os contributos teóricos para a compreensão das mudanças da força de trabalho no empenhamento organizacional podem ainda ser robustecidos. O modelo tridimensional de empenhamento organizacional de Meyer e Allen (1991) foi confirmado para a Empresa de Trabalho Temporário e para a empresa Utilizadora. Não se observaram diferenças significativas nos perfis de empenhamento em função da voluntariedade no acesso ao trabalho temporário. Os resultados reforçam a prevalência da natureza do empenhamento organizacional sobre o alvo a que se reporta independentemente do vínculo contratual que une o indivíduo à organização.

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.288

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Oliveira, E. (1). Empenhamento organizacional nos trabalhadores temporários. PSICOLOGIA, 25(2), 61-86. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.288
Secção
Artigos