Comunicação conjugal durante a transição para parentalidade no contexto de depressão pós-parto

  • Giana Bitencourt Frizzo
  • Isabela Machado Silva
  • Cesar Augusto Piccinini
  • Rita de Cássia Sobreira Lopes
Palavras-chave: -

Resumo

O presente estudo investigou a comunicação de casais em que a esposa apresentava indicadores de depressão pós­?parto. Participaram 15 casais, em que ambos os cônjuges responderam a entrevistas individuais semiestruturadas. Os dados foram submetidos a uma análise de conteúdo qualitativa, a partir de duas categorias derivadas da literatura: (a) expressão de sentimentos e ideias e (b) resolução de problemas. Identificaram­?se dificuldades quanto à expressão de sentimentos e ideias tanto nas esposas como nos maridos. O diálogo sobre os problemas do casal não se mostrou garantia de sua resolução. Brigas, respostas inadequadas aos sentimentos e ideias expressos pelo cônjuge e o desenvolvimento de estratégias comunicacionais que eram percebidas desfavoravelmente pelo outro foram algumas das dificuldades identificadas. Os resultados apoiam estudos que sugerem que a depressão pós­?parto pode influenciar a comunicação do casal e a relação conjugal, constituindo esta uma questão relevante para estudos futuros e para o atendimento (...)

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.287

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Frizzo, G., Silva, I., Piccinini, C., & Lopes, R. de C. (1). Comunicação conjugal durante a transição para parentalidade no contexto de depressão pós-parto. PSICOLOGIA, 25(2), 39-60. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v25i2.287
Secção
Artigos