O jogo-relacional de um grupo de pacientes psicóticos em atividade física: Um estudo psicanalítico

  • Maria Cristina Zago
  • Antonios Terzis
Palavras-chave: -

Resumo

Este artigo é um relato de pesquisa que apresentou uma técnica de tratamento para pacientes psicóticos em crise Institucionalizados. O objetivo foi estudar a prática de atividades físicas como fator atenuante dos sintomas psicóticos, investigando, nesse setting não convencional, a atividade grupal como elemento propiciador da percepção do outro enquanto objeto relacional. Utilizou­-se como procedimento a técnica denominada Grupo de Atividades Físicas, que compreendia três momentos principais: caminhada (de ida e volta da Instituição à Praça de Esportes da comunidade), atividade física coletiva e fechamento simbólico da sessão. A psicanálise foi o referencial teórico usado para a discussão e interpretação dos resultados. Conclui­-se que a técnica utilizada direcionou o grupo no sentido da organização psíquica, oportunizando a relação com o outro se constituindo num espaço para legitimar afetos (...)

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v26i2.271

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Zago, M. C., & Terzis, A. (1). O jogo-relacional de um grupo de pacientes psicóticos em atividade física: Um estudo psicanalítico. PSICOLOGIA, 26(2), 67-85. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v26i2.271
Secção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)