Prevenção, adesão, promoção de saúde e reabilitação sob o acompanhamento terapêutico

  • Carlos Estellita-Lins
  • Mariana Bteshe
  • Verônica Miranda Oliveira
  • Maria Fernanda Coutinho
  • Márcia Ribeiro Couto
Palavras-chave: -

Resumo

Este trabalho narra a gênese do acompanhamento terapêutico (AT) no Brasil, lembrando as circunstâncias históricas, sociais e filosóficas que permitiram seu desenvolvimento. Enfatiza­?se a contribuição do AT na prevenção de crises, adesão ao tratamento, promoção de saúde e reabilitação de transtornos psiquiátricos. O panorama sociopolítico das últimas quatro décadas é tido por condição de possibilidade para a produção de um saber e de uma práxis correlativos ao AT, compreendido como uma modalidade híbrida de intervenção em saúde mental. Seu fértil diálogo com a psicanálise e a intervenção comunitária em saúde mental o coloca num processo ambíguo de renovação em que sua função, por um lado, consolida­?se e, por outro, dispersa­?se. Esta modalidade de suporte está diretamente relacionada com a Reforma Psiquiátrica em curso no Brasil (...)

DOI: http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v26i2.270

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-
Como Citar
Estellita-Lins, C., Bteshe, M., Miranda Oliveira, V., Coutinho, M. F., & Ribeiro Couto, M. (1). Prevenção, adesão, promoção de saúde e reabilitação sob o acompanhamento terapêutico. PSICOLOGIA, 26(2), 41-66. https://doi.org/10.17575/rpsicol.v26i2.270
Secção
Artigos